VOLTAR PARA PÁGINA INICIAL

 

EDITORIAS ANTERIORES - clique aqui

 

EM BUSCA DO AMOR

 

Nas noites escuras da vida,andava em busca do Amor . Desesperadamente
buscava AQUELE QUE MEU CORAÇÃO SONHAVA e sem saber JÁ AMAVA.


Procurei-O por tantos lugares ,nas ruas,nas festas,nos bares,nas praças. Em tantos
falsos lugares andei em busca DAQUELE QUE MEU CORAÇÃO SONHAVA e sem
saber JÁ AMAVA.


Procurei-O sem encontrá-lO.


Vaguei por tantos caminhos,caí,levantei. Meu coração explodia de saudade porque já pressentia sua presença. E prá toda gente perguntava se POR ACASO não tinham VISTO AQUELE QUE MEU CORAÇÃO SONHAVA e sem saber JÁ AMAVA.


Numa tarde bendita quando meu coração velava,sonhava,ansiava e orava,os anjos de Deus cantavam hinos, havia música de sinos se espalhando pelo ar...


AQUELE QUE MEU CORAÇÃO SONHAVA e sem saber JÁ AMAVA,prepa-
rou-me, desde toda a eternidade,um momento divino.Inundou-me com sua LUZ, derramou sobre mim tanto AMOR e me envolveu em ternura.


E na minha alma sussurrou com uma imensa doçura:
-NADA TEMAS,SOU EU!


Foi assim que finalmente ENCONTREI AQUELE QUE MEU CORAÇÃO SONHAVA E SEM SABER JÁ AMAVA.


Segurei-O e nunca mais o largarei.


É só ELE que transborda de amor a minha alma e me faz amar sem medida até as últimas conseqüências.

 Maria do Horto Encina (Meditação do Can.3,1 a 4a)
 

Eu quero que minhas palavras caiam nos corações...

 

Eu quero que minhas palavras caiam nos corações... Como água cristalina jorrando como as cascatas refrescantes, restauradoras, revigorantes...

Como o orvalho da manhã nas pétalas das flores refletindo o azul do céu levando as almas a contemplar e olhar o mundo refletindo amor e paz...


Como pérolas nas ostras que nascem do sofrimento, mas que são tão preciosas e nos fazem amadurecer...


Eu quero que minhas palavras caiam nos corações...

Como bálsamo perfumado cicatrizando as feridas mais profundas da alma devolvendo a harmonia interior...

Como incenso odoroso chegando ao trono de Deus para elevar cada coração ao coração do Senhor...

Como o vento nas campinas espalhando sementes de verdade para produzir frutos de felicidade...

Que minhas palavras sejam suaves como o sopro da brisa ao cair da tarde acariciando a face acalentando a alma e envolvendo-a em amor...

Sejam simples como os acordes de uma harpa que fazem vibrar a alma ao contato de Deus...
 
                                        Maria do Horto da Silva Encina
 

   

     EDITORIAS ANTERIORES - clique aqui

 

 
Webdesigner's by Parpa's 2008